Como limpar as paredes do apartamento: aprenda em 8 passos

Marca de batom, canetinha, manchas de dedo, respingos de molho, arte das crianças… Como limpar as paredes do apartamento ou da casa com tantos tipos de sujeira por aí?

Limpar as paredes não é tarefa das mais simples, especialmente se elas forem pintadas. Afinal, ninguém quer remover a tinta ao tirar as manchas e deixar a situação ainda pior, não é mesmo?

Mas a boa notícia é que, adotando alguns passos infalíveis, as paredes do seu apê podem ficar novinhas em folha. Para isso, você deve encontrar os produtos e materiais certos para cada tipo de revestimento — seja ele azulejo, acrílico, granito ou qualquer outro.

Quer saber que passos são esses e descobrir como lavar paredes do seu lar, doce lar sem ter de fazer muita força? Então, continue lendo nosso artigo!

8 passos para deixar suas paredes limpinhas

A tarefa de limpar as paredes ficará bem mais fácil se você seguir as nossas dicas. Confira!

1. Analise a sujeira da parede antes de começar a higienização

Antes de colocar a mão na massa, é importante analisar a parede a ser limpa e a sujeira nela impregnada. Cada sujidade requer uma higienização específica!

Você não vai tirar um risco de tinta da mesma forma que limpa uma marca de gordura. Tampouco vai lavar uma parede pintada da mesma forma e com os mesmos produtos que usa nos azulejos, concorda?

Portanto, o primeiro passo para higienizar as paredes do apartamento é fazer uma análise detalhada.

Logo após essa avaliação, você já pode começar o trabalho com algo bem simples: retirar teias de aranha e poeira acumulada nos cantos. Para essa tarefa, use o aspirador de pó.

Se tiver quadros, porta-retratos ou espelhos pendurados nas paredes, essa também é a hora de removê-los para fazer a limpeza, retirando, ainda, o pó e as teias de aranha deles.

2. Separe o material de limpeza necessário para limpar as paredes do apartamento

Independentemente do tipo de revestimento e de pintura das suas paredes, você precisará usar os materiais de limpeza adequados, para que o resultado não seja prejudicado. Por mais forte ou resistente que seja a tinta, a pedra ou o azulejo, por exemplo, é importante não usar nenhum material abrasivo, que pode deixar riscos e marcas irreversíveis no ambiente.

Portanto, na hora de fazer a limpeza, é bom ter em mãos um rodo, que poderá ajudar a alcançar os lugares mais altos e de difícil acesso e um pano de limpeza com tecido macio. Além disso, procure usar o lado mais macio da esponja para remover as machas mais difíceis ou impregnadas.

Quanto aos produtos de limpeza, tenha em mãos um desengordurante para as paredes da cozinha e um cloro ativo para as paredes do banheiro. Se houver muito mofo, aposte no UAU Multiuso e em um detergente neutro.

3. Determine o tipo de limpeza de acordo com a pintura da parede

Existem diferentes técnicas para limpar as paredes do apartamento e elas variam conforme o tipo de pintura realizada. Vamos aprender como lavar paredes com os principais tipos de pintura?

Tinta semibrilho ou fosca

As paredes pintadas com esse tipo de tinta devem ser limpas com esponja macia embebida em detergente neutro.

Tinta à base de água

Nas paredes pintadas dessa forma, a limpeza deve ser feita suavemente, com esponja ou pano macio, além do detergente neutro, para que a tinta não saia.

Tinta acrílica

Esse tipo de tinta é o mais fácil de limpar: você pode usar água em abundância e detergente neutro, fazendo movimentos circulares, sem medo de estragar a pintura. Só não se esqueça de usar pano e esponja macios para não riscar.

4. Considere a existência de revestimentos especiais

A tinta não é o único revestimento possível em uma casa, certo? Portanto, você deve conhecer quais as técnicas para lavar paredes com outros tipos de aplicações. Dá uma olhada nesta lista que preparamos!

Pedras ornamentais

No caso de paredes revestidas, por exemplo, com granito ou com mármore, utilize sabão neutro, água e esponja não-abrasiva. A esponja pode ser substituída por um pano macio.

Evite, a todo custo, saponáceos, alvejantes, palha de aço, escova, sabão de coco e álcool. Esses produtos podem remover a sujeira, mas, junto dela, levam embora o brilho e a textura do revestimento.

Fibras

Junco, cortiça, rattan, sisal, juta, bananeira, bambu, buriti e palha merecem cuidados especiais. Procure fazer a limpeza com aspirador de pó ou escova de cerdas macias. Se for preciso lavar, opte por sabão neutro.

Metal

Nesse caso, menos é mais: use uma esponja macia com um produto de uso específico para esse tipo de revestimento, como o UAU Limpa Metais. Em seguida, passe um pano seco para dar brilho.

Espelho

Você sabe como lavar paredes revestidas com espelho sem deixar marcas? Use um produto específico para limpar vidros, aplicado com papel toalha ou jornal. Os movimentos devem ser circulares, até que todas as manchas saiam.

Madeiramento

Não se esqueça de que batentes de portas e janelas, assim como rodapés, geralmente em madeira, também merecem um tratamento na hora de lavar as paredes.

Comece usando um aspirador de pó e depois aplique o mesmo produto que usou na parede, de acordo com a tinta que reveste a madeira. Caso não seja pintada, evite os produtos à base de água.

5. Capriche na limpeza de azulejos

Os azulejos verticalizados na cozinha são utilizados para proteger a parede das manchas de gordura. Para limpá-los, é simples: basta aplicar um multiuso no pano e passar sobre a superfície engordurada.

Caso a gordura esteja impregnada nos azulejos da cozinha, use um poderoso desengordurante, seu braço direito nesses momentos difíceis.

Já no banheiro, se houver mofo ou limo, realize uma limpeza profunda. Para tanto, aposte em um cloro-ativo de qualidade. Além de prevenir o bolor e o acúmulo de sujeira, o cloro elimina bactérias e germes.

6. Remova o excesso de produto

Depois de lavar a parede, use um pano limpo e umedecido com água para tirar o excesso de produtos de limpeza. Lembrando que esse passo só vale para as paredes laváveis.

Independentemente do tipo de parede e de sujeira que será retirada, uma dica vale ouro: retire a sujeira sempre de fora para dentro, pois assim você evita espalhar ainda mais a mancha.

7. Retire manchas específicas o quanto antes

Muitas vezes, a parede está limpa, mas alguém pode fazer marcas específicas, como uma mão engordurada ou uma “obra de arte” das crianças, com canetinhas, lápis de cor, entre outras.

Portanto, crie o hábito de limpar a parede sempre que esse tipo de sujeira aparecer. É mais fácil tirar a mancha de giz de cera, de batom, de molho ou de mão suja logo que ela aparece.

8. Não se esqueça dos rodapés

Agora que você já fez a limpeza nas paredes, é importante não se esquecer dos rodapés. Como ficam bem próximos do chão, é importante passar a vassoura ou um aspirador de pó para retirar a sujeira acumulada em toda a superfície.

Após isso, use a esponja macia, que pode ser a mesma utilizada nas paredes, umedecendo-a com água misturada a um detergente neutro. Passe por toda a superfície para retirar o restante da poeira que não foi removida com o aspirador ou a vassoura.

Entendendo como limpar papel de parede

Você pode estar se perguntando: o que faço para limpar os lugares revestidos com papel de parede? A dúvida é comum, já que depois de ter seu auge nos anos 70 e 80, os papéis de parede voltaram com tudo às residências mais estilosas.

Com as novas tecnologias aplicadas desde então, não há muita dificuldade em limpá-los sem que eles se estraguem ou fiquem manchados. Basta que você siga alguns cuidados básicos.

Você deve começar a limpeza passando um pano seco ou o aspirador de pó para retirar a poeira sobressalente. Faça isso de cima para baixo, suavemente. Normalmente, os modelos vinílicos podem ser molhados. Se for esse o caso, use um multiuso e um pano macio umedecido.

Não se esqueça de que é bom enxaguar o papel de parede após essa limpeza, retirando o produto usado. Também é bom secar o material na hora, para que você não corra o risco de se formarem manchas na parede decorada.

Conhecendo e tirando os principais tipos de manchas

Cada mancha tem uma forma diferente de limpeza. Vamos conhecer as principais?

Gordura e marcas de mãos

Água morna e detergente neutro certamente vão dar conta do trabalho de retirar esse tipo de mancha da sua parede. Se a gordura estiver muito grudada, deixe o produto agir por alguns minutos antes de retirá-lo.

Lápis ou canetinha

Se for lápis de grafite comum, relembre seus tempos de escola e use uma borracha branca para apagar. Lápis de cor e canetinhas saem com produtos que tenham solventes em sua composição.

Mofo

As manchas mais severas podem ser retiradas com uso de água sanitária. Caso o mofo seja superficial e não esteja impregnado, você pode usar água morna para retirá-lo.

Quando usamos os materiais adequados para cada tipo de revestimento, fica mais fácil e rápido fazer a higienização dos ambientes. Vale lembrar, ainda, da importância de usar produtos que não danifiquem a sua pele e não prejudiquem a natureza. A UAU, por exemplo, não realiza testes em animais para a produção dos seus materiais.

E aí, gostou dos 5 passos mostrando como limpar as paredes do apartamento? Caso esteja se preparando para uma limpeza profunda em sua casa e queira chamar alguns dos seus amigos para ajudar, que tal compartilhar o artigo em suas redes sociais? Afinal, esse trabalho em turma pode ficar muito mais fácil de ser realizado, não é mesmo?

Sua opinião é muito importante!

Comentários