Piso para cozinha: saiba como escolher a opção ideal

Na hora de reformar a casa, a estética costuma contar muito sim, mas nem por isso a funcionalidade pode ser deixada de lado. Para que seu lar seja o mais prático e seguro possível, que tal começar com a escolha do piso para cozinha?

Nesse sentido, é preciso prestar atenção a vários fatores, desde a frequência de uso da área até o perfil dos moradores da casa. Sim, tudo isso influencia! Não se trata, portanto, de escolher a opção mais bonita ou moderna, observando somente a decoração. Por mais que esse ponto seja importante, o ideal é conciliar tudo para escolher o piso perfeito.

Para ajudar, reunimos aqui algumas dúvidas e dicas importantes sobre o tema. Confira antes de tomar uma decisão!

O que precisa ser levado em consideração?

Entenda desde já: a escolha do piso nunca é mero detalhe de decoração. Especialmente em alguns ambientes (como cozinha e banheiro), o revestimento do chão ajuda até a evitar acidentes! Com isso em mente, quando for definir o tipo de piso a ser usado, você precisa levar em conta:

  • a segurança da família;
  • a facilidade de limpeza;
  • o nível de uso do ambiente;
  • a decoração da residência.

Como garantir a segurança na área?

O ponto primordial em relação a esse quesito é que o piso não pode ser escorregadio. Afinal, se cair gordura ou água no chão, alguém pode escorregar e se machucar. É preciso ter cuidado, assim, com os revestimentos de acabamento polido, que são mais lisos. Se na casa há idosos, pessoas com necessidades especiais ou crianças, esse quesito merece atenção redobrada.

Como focar na usabilidade do ambiente?

A circulação na cozinha pode variar bastante dependendo da rotina da família. Quem faz muitas refeições em casa, por exemplo, deve procurar opções mais resistentes. Já famílias com uma rotina mais externa, em que todos comem fora frequentemente, podem escolher tipos menos robustos.

O universo da construção usa uma sigla que pode ajudar bastante: de Porcelain Enamel Institute vem a PEI. Já reparou nessas 3 letrinhas em sua busca pelo piso para cozinha ideal? Pois ela indica a intensidade do tráfego que cada material aguenta receber, medindo sua resistência ao atrito. A lógica é simples: quanto maior é o índice, mais resistente é o piso.

Que pisos são mais fáceis de limpar?

Se, por um lado, o recomendado é fugir dos pisos mais lisos para evitar acidentes, por outro, opções muito rugosas são péssimas escolhas levando a limpeza em consideração. Sim, aqueles revestimentos menos polidos, que são mais porosos ou têm reentrâncias em sua composição, podem dificultar a higienização.

Pense bem: a gordura vinda do fogão pode entrar nesses espacinhos, acumulando mofo e germes. Sem contar que o piso vai ficar com aquele aspecto de sujeira que, convenhamos, é incompatível com um ambiente de preparo de alimentos, não concorda?

Como harmonizar o piso com a decoração?

Eis outro ponto muito importante para qualquer reforma: a harmonia dos ambientes. Muitas vezes, basta uma escolha errada para o cômodo causar estranheza tanto aos moradores quanto aos visitantes. Para não cometer esse deslize, fique de olho nas nossas dicas:

  • cozinhas abertas ou conjugadas com a sala precisam de harmonia, mas é bom ter uma leve diferença para demarcar os espaços;
  • ambientes grandes podem ter pisos de cores mais fortes ou com padrões estampados, enquanto os menores pedem cores claras e padrões lisos para dar sensação de amplitude;
  • como uma iluminação abundante, com vários pontos de luz, pode causar desconforto visual ao refletir em pisos mais brilhantes, prefira opções acetinadas ou mais foscas nesses casos;
  • é possível montar um espaço mais aconchegante com um piso que imite madeira, trazendo um aspecto rústico para o ambiente sem exigir os cuidados que o material original pede;
  • xadrez pode sim ser usado na cozinha, desde que você tenha o cuidado de contrastá-lo com uma decoração mais neutra para exagerar nas informações.

Qual o melhor piso para cozinha?

Como você deve imaginar a essa altura, existem diferentes respostas para essa pergunta, dependendo da avaliação de todos os fatores que acabamos de citar. São várias as opções disponíveis no mercado que podem atender a suas necessidades, como porcelanato, cerâmica, piso vinílico e até pedras — mármore, granito e assim por diante.

O segredo está em escolher um piso para cozinha que caiba no seu bolso e facilite sua rotina, pensando sempre no conforto e na segurança em primeiro lugar, mas sem deixar a beleza do ambiente de lado!

Por fim, siga nossa página no Facebook para acompanhar dicas fresquinhas diretamente da sua timeline!

Sua opinião é muito importante!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.